Aéreos, resultados inesperados e poucos tubos marcam 2° round no Tahiti

2018 TAHITI PRO TEAHUPOO

O dia foi de onda, muita onda no Tahiti. Quem acompanha o surfe pelo mobile, seja no APP ou Facebook, ficou zureta com tanta batida, rasgada e tubo

por Janaína Pedroso

Meros mortais acharam lindo e sonharam surfar um dia também aquele mar. Os barcos no canal e as montanhas ao redor completavam a cena do típico paraíso tropical.

Locais que conhecem a ilha como ninguém observavam seus atletas favoritos se posicionarem em busca do esperado canudo azul de Teahupoo.

Acontece que eles não queriam rodar de jeito nenhum e a onda, mesmo sem tubo, continuava perfeita. Ao menos para mim, ainda uma onda de sonho.

Porém, o ser humano é um troço mal-acabado como gostava de dizer o escritor português José Saramago. E ele tinha razão, quanto mais temos, mais queremos. A satisfação parece mesmo ser uma espécie de inimiga próxima do homem.

Desta forma os surfistas tentaram não demonstrar o ar de descontentamento ao darem suas entrevistas, mas para bom entendedor… a falta de tubos basta…

Mesmo assim, a etapa tem sido empolgante e repleta de momentos dramáticos, como a saída prematura do queridinho da mídia australiana, Julian Wilson. Em compensação, o nada convencional caçula do clã Wright tirou Miguel Pupo em uma decisão digna de replay e tira-teima.

Ao meu ver, Miguel ganhou a bateria, mas como não cabe a mim essa função, sigo escrevendo.

Wiggolly Dantas mostrou estar mais vivo que nunca e disposto a lutar por seu lugar de volta ao CT. O surfista de Ubatuba despachou sem muita dificuldade Willian Cardoso. Aliás, Guigui enfrentará o parça Gabriel Medina na próxima fase. Será que vai rolar uma gentileza dos brothers ou vai ser sangue no olho mesmo e amizade é amizade, CT é CT?

Wiggolly Dantas durante o round 1. Cestari / WSL.

O jovem Ian Gouveia deu o sangue literalmente e saiu sangrando da água. Depois de testemunharmos cenas de terror que viralizaram na rede com Toledo botando um temperinho na carne, foi a vez de Ian deixar sua marca (e vice-versa) nas afiadas e rasas bancadas de corais do Tahiti.

Para finalizar o show, Yago Dora completa aéreo insano!

É isso aí meu povo, o prognóstico não é muito favorável e a tendência é de o swell perder força até sexta, mas se as boas previsões se confirmarem pode haver nova, porém modesta, ondulação na quarta. Rezemos.

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

Trackbacks/Pingbacks

  1. Aéreos, resultados inesperados e poucos tubos marcam 2° round no Tahiti – Destaques do Dia│Últimas Notícias & Manchetes - […] Créditos de imagem: WSL / Cestari. […]
  2. Aéreos, resultados inesperados e poucos tubos marcam 2° round no Tahiti – IEB Org - […] Surf</a>.</p> … Leia post completo no blog Leia mais (08/14/2018 – […]
  3. Aéreos, resultados inesperados e poucos tubos marcam 2° round no Tahiti - Portal Nova Contagem - […] <p>Créditos de imagem: WSL / Cestari. 2018 TAHITI PRO TEAHUPOO O dia foi de onda, muita onda no Tahiti.…

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *