Segunda é dia de surfe bebê

Por Janaína

Morar na praia tem dessas maravilhas, acordar segunda-feira, trabalhar até meio-dia e surfar no melhor momento da maré. Só vim aprender mais sobre a influência da maré no surfe após passar alguns anos acordando supercedo, achando que estava arrasando, ou pior: me culpando por não ter acordado e ter perdido o melhor momento do dia.

Antigamente, acordar bem cedo significava surfar sem ninguém na água (como o surfe é um esporte individualista), com o efeito Medina e a massificação do esporte o privilégio foi para as cucuias e por incrível que pareça, seis da manhã se tornou o horário de rush do surfe.

Ainda morava em São Paulo quando acordava cansada quase todas as segundas-feiras depois de ter sofrido de um misto de tristeza e preguiça ao subir a serra e pegar trânsito, ainda mais se o domingo estivesse sido de altas ondas e, frequentemente, era. Só restava o desejo e a espera, muitas vezes sem respostas, de quando e como finalmente eu conseguiria realizar o sonho de morar na praia.

Certamente seria bom ou no mínimo melhor que morar na capital poluída e barulhenta, mas nunca imaginei ser tão maravilhoso! A proximidade com a Natureza todos os dias, e isso vai muito além do surfe, trouxe um bem-estar perene. Nem a turma do novo Governo é capaz de abalar, nem a TPM, nem a falta de opções de cinemas e exposições, nem uma edição voraz no seu texto, nem a chuva que as vezes parece não ter fim, nem os mosquitos, nem o acesso de buracos misturados a falta de estrutura da cidade. Nada tira a paz quando se tem em vista montanhas enormes cobertas por centenas, milhares de espécies da Mata Atlântica.

Remada no canto esquerdo de Itamambuca. Foto Filipe Burjato.

Ontem enquanto surfava no canto esquerdo de Itamambuca tive dificuldade para me concentrar tamanha a exuberância da mata, essa mistura de verde do mar, azul do céu, as pedras, tudo tão sólido, tão fixo, tão imponente e tudo tão pertencente àquele cenário. A única estranha ali era eu, mesmo percebendo minha finitude, me sentia acolhida.

A natureza tem essa capacidade de acolher, acalmar e fazer vibrar sentimentos de paz e de cura dentro da gente. Não saberia dizer o que seria de mim não fosse o mar, não fosse a paixão por este esporte que me obriga, no melhor sentido do verbo, fazer parte desse universo mágico.

Segunda, terça, quarta, feriado, férias, Natal, réveillon, todo dia, toda hora é hora de cair na água e fazer a cabeça…

 

Nota: corre lá no site da revista Trip, tem a história de um dentista brasileiro, que motivado por sua paixão pelo surf decidiu investir em um novo formato de viagens de surfe.

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

35 Comentários

  1. Boa Jana , sempre agregando nas informações e sempre no outside !! Boa semana #origemsurf

    Poste um comentário
  2. Ah linda, fico feliz em ver vc feliz! Lindo texto!

    Poste um comentário
  3. Adorei o texto Jana…
    Muitas vezes falta a nós, bichos da cidade, entender e sentir que fazemos parte desse todo.
    🙂
    bjs!

    Poste um comentário
    • Quanta sorte a nossa né Re, na verdade não é bem sorte né e sim escolhas (renúncias) que optamos ao longo da vida! Te esperamos aqui no blog en, pense a respeito, acho que vc teria muito para contribuir sobre o universo do pranchão! bjs

      Poste um comentário
  4. Ubatuba terra que só cheira amor!Lindo texto,linda imagem ♡

    Poste um comentário
    • vc é mais linda e Ubatuba sente sua falta..ou melhor, nós sentimos! Vem logo!

      Poste um comentário
  5. Um dia também tomo coragem e largo a selva de pedras para viver na natureza! Belo texto Jana!!

    Poste um comentário
    • Tenho certeza que mais cedo do que vc imagina! Valeu, Fe!

      Poste um comentário
  6. “Nem a turma do novo governo…” ou “nem uma edição voraz no seu texto”. ahahaha! S2!

    Poste um comentário
    • hahahaha não é mesmo! que bom ter vc por aqui, Marcelo!!

      Poste um comentário
  7. Jana , eu sou suspeito para elogiar este texto que diz em poucas letras o quão bom é estar próximo da natureza e ainda fazendo o que gosta , no nosso e de muitos outros surfar . Estou trocando tudo por essa sensação de liberdade e prazer e surfar e o motivo .
    Estando bem com você mesmo , o resto flui como uma onda no mar
    Beijo

    Poste um comentário
    • Viva, Sergio! Que coisa boa ter sua participação por aqui! Vc é um grande exemplo a ser seguido e sua história merece um filme, disse isso na matéria da Trip e repito aqui!! Bjão!
      jana

      Poste um comentário
  8. Janaina, este vai ter vida longa. Surf e vida e saúde e paz. As melhores coisas da vida são as mais simples as mais banais.
    Muito boa a matéria, meus parabéns.

    Poste um comentário
    • Obrigada, Guilherme e muito feliz com este seu comentário, realmente a beleza da vida está nas coisas mais simples, pq mais clichê que isso possa parecer!! Boas ondas pra vc!

      Poste um comentário
  9. Nossa familia tem esse privilégio de morar na praia também. Acordar todo dia, abraçada pela natureza de Ubatuba é muito bom!

    Poste um comentário
    • Falou tudo, é um grande privilégio o nosso mesmo! Viva Ubatuba e a natureza <3

      Poste um comentário
  10. Somos privilegiados em poder morar nesta cidade maravilhosa!!!!!!
    Arrasou flor

    Poste um comentário
  11. Jan,

    Acompanhei desde adolescente essa sua paixão por nossa Ubatuba maravilhosa! A natureza faz com que nós conseguimos viver a lei do amor!

    Bjoo

    Poste um comentário
    • nóis Annuska!! Te esperando aqui, tenho certeza que em algum momento vc tbm virá de vez curtir essa natureza linda e a vide de Ubas! Beijokas!!

      Poste um comentário
  12. Sensacional Jana, adoro seus textos, suas matérias são iradas … Obrigado pela sua amizade e pela sua parceria .. Tmjs .. Forte abraço.. Alohaaa!!!

    Poste um comentário
    • Fala, JR, beleza?! É isso aí, pode deitar e rolar com os conteúdos, dando o crédito sempre não dá nada kkkkkk

      Poste um comentário
  13. Uhuuu!! Animador é contagiante esse depoimento Janaina!É lindo se maravilhar com a natureza e a própria natureza do SER! E vc com ctz é um desses seres humanos incríveis, sensíveis e exuberantes que habitam nosso planeta! Parabéns pela jornada!!

    Poste um comentário
    • Pati, quero ter a honra de um dia fazer uma série de ilustrações utilizando seu desenhos, eu soube o que era o sentido das palavras “talento, dom” quando te vi desenhar, ainda criança.. Iluminada você é. Obrigada pela mensagem <3

      Poste um comentário
  14. Parabéns Janaina e Filipe, quem pega sabe o que está dizendo, belo trabalho !

    Poste um comentário
    • Oi, Marcelo! Muito obrigada pelo comentário por aqui, é muito bom ter um retorno de quem está neste meio há tempos… valeu, mesmo!! E boas ondas pra vc 🙂 Bjão, jana

      Poste um comentário
  15. Parabéns Jana, pela forma como expressa seu contato íntimo com o esporte e a natureza. Valeu!

    Poste um comentário
    • Obrigada, João! São tantas as vezes que penso em escrever de forma mais racional, deixando um pouco o sentimento de lado, mas confesso que essa é a forma que me faz ser mais sincera e natural possível. Fico feliz de saber que curte 🙂 bjs, jana

      Poste um comentário

Trackbacks/Pingbacks

  1. Segunda é dia de surfe bebê – IEB Org - […] Surf</a>.</p> … Leia post completo no blog Leia mais (11/12/2018 – […]
  2. Segunda é dia de surfe bebê - Portal Nova Contagem - […] <p>Créditos de imagem: Filipe Burjato. Por Janaína Morar na praia tem dessas maravilhas, acordar segunda-feira, trabalhar até meio-dia e…

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *