Dicionário do surfe: conheça os principais termos

“Você viu aquela série cabulosa? O swell encaixou direitinho, juntou com a formação da bancada rasa e deu nisso, altas ondas”

Pois é leitor, não há mal nenhum se você não entendeu muita coisa sobre a frase acima. Afinal, o vocabulário usado entre surfistas é no mínimo peculiar

Quando comecei a surfar alguém me contou sobre a piada do surfista, que basicamente reproduzia a fala de dois surfistas durante uma conversa pouco profunda sobre as condições do mar. Em seguida, surgia um terceiro elemento no bate-papo dizendo algo como “E aí, beleza?” e imediatamente era acusado pela dupla de querer mudar de assunto, dando a entender que surfista é uma espécie de ser monossílabo.

Uma piada rasa, mas que de certa forma expõe a falta de interesse, não só dos surfistas, mas da maioria dos brasileiros por cultura, leitura, filosofia, etc. Apesar da mudança de perspectiva a respeito da imagem do esporte, já que os adjetivos de “drogados, vagabundos e burros” hoje cedem espaço a elogios como “descolados, atraentes e conectados com a natureza“, ainda parece tímida a corrente de surfistas intelectuais.

Para ajudar, a estrutura sócioeconômica do país se baseia há séculos em um preceito que relaciona diretamente classe social privilegiada à educação de qualidade, ou o inverso. A cara de pau chegou a tanto, que essa semana os jornais estamparam uma fala do atual Ministro da Educação em que fica escancarada a crença em tal dinâmica.

Uma pena. No meu mundo educação deveria ser um princípio básico assegurado a todos, independente de históricos bancários, mas o interesse em manter as estruturas motrizes de manutenção de privilégios versus a subordinação segue sem novidade. Velha sistemática.

Enquanto isso, nós surfistas somos acusados de “poucas ideias”, não me parece justo. Então, vamos ao que interessa?

  1.  Altas ondas: o termo quer dizer que o mar está para peixe, ops, para surfista. As ondas estão boas, mas não necessariamente grandes;
  2. Flat: muitos termos do dicionário do surfe são da língua inglesa por uma razão óbvia, já que a modalidade foi difundida em territórios explorados por ingleses ou norte-americanos. O flat quer dizer plano, liso. Ou seja, nada de ondas, sem condições para a prática do esporte;
  3. Terral / maral: muito falado entre os surfistas estes dois termos referem-se à direção do vento. O primeiro sopra da terra em direção ao mar, e o segundo o oposto. O terral é preferência de 90% dos surfistas do planeta;
  4. Direita / esquerda: calma, não estamos falando de política, no surfe os termos são usados para indicar a direção em que a onda está quebrando, sob a perspectiva do surfista (de “costas” para o mar e de “frente” para a terra);

    Aqui eu surfo uma esquerda e já que sou goofy estou de frontside…eita!

    Fi preparando uma rasgada de frontside em uma direita, afinal o mozão é regular. Foto Jacobino e Sandra Greghi

  5. Goofy / Regular: esses nomes estranhos (goofy=pateta) denominam a posição dos pés (a base) do surfista na prancha. Vale dizer que isso não varia, ou seja, uma vez Goofy para sempre goofy. O surfista regular surfa com o pé esquerdo na frente e vice-versa.
  6. Backside / Frontside: se sua cabeça não deu um nó até agora, prepare-se para a prova de fogo. Em uma esquerda, o goofy surfa de frontside, já em uma direita o goofy surfa de backside. Entendeu? Se sim, você deve ter um bom Q.I. senão está tudo bem, o troço é confuso mesmo. Para simplificar basta dizer que backside é quando se surfa de costas para a onda e frontside de frente.
  7. Merreca: não chega a ser flat, mas está quase lá; a merreca nada mais é do que uma onda bem pequena;
  8. Backwash: movimento de água que resulta em um tipo de refluxo (vai e vem);
  9. Vala: onda

por Janaína

 

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

12 Comentários

  1. Aloha!

    Pego onda há décadas e esta reportagem está muito superficial.
    Bem antes de entrar no mar pra surfar, o surfista já analisou as condições do mar dias antes disso acontecer, ou seja, este avaliou o gráfico de ondas, como direção do swell, sentido e velocidade do vento, tábua da maré, fase da Lua, temperatura da água, condição climática, tipo de parafina, qual a melhor prancha para ser usada e o melhor pico pra surfar. É muito mais complexo. Os termos são clichês para quem apenas paga de surfista e isso é perceptível quando se está no lineup e o haole é prego.
    O surfe ainda não se popularizou, graças a Deus e à mídia.

    Mahalo

    Poste um comentário
    • Bom dia, Rodrigo. Tem razão, a intenção não foi escrever uma tese a respeito do comportamento do surfista, muito menos sobre a linguística do grupo. Sinto muito desapontá-lo, mas a internet não parece ser o melhor ambiente para aprofundamentos. Uma biblioteca, por outro lado, parece mais apropriado. De qualquer forma obrigada pela participação. Desculpe, mas não sei o que significa Mahalo, mais uma ignorância da autora superficial, por aqui costuma-se dizer obrigado, então, obrigada.

      Poste um comentário
      • Que comentário fora de contexto o desse rapaz, Janaina. E que resposta a sua, porque nem todo mundo responderia com tanta gentileza. Li todo o texto com uma pegada bem humorada,pensando: “será que vou conhecer todas?”. Isso porque não surfo, mas conheço várias pessoas que surfam, assisto aos campeonatos e ouço várias vezes as expressões mencionadas no texto. Se não entendi errado, sua intenção não foi ensinar as pessoas a falarem como surfistas, mas sim a conseguirem socializar entendendo o que eles dizem. O mundo está cheio de gente que procura um jeito de desmerecer o trabalho do outro pra se sentir melhor consigo. Convenhamos, MELHOREM!

        Poste um comentário
    • O surfista é muito inteligente. O surf é um esporte. Surfar não é simplesmente pegar um prancha e se jogar no mar. Tem critérios, sabedoria estilo. É um esporte maravilhoso. Tem muito preconceito sobre o surf. Dizem que surfista é preguiçoso. Mas muito surfista levanta muito cedo para pegar onda e depois vai trabalhar. Eles amam o mar porque aprendem a amar. Você sabe o que é olhar aquelas ondas lindas e brilhantes que vem te abraçar , de qualquer forma, mesmo que você caia, você aprende com o surf a proteger a natureza porque ama a natureza. Só quem ama e respeita o mar pode entender isso. E para surfar tem que estar muito atento, tem as manobras, muita coordenação, controle etc… Não tem como explicar. É só surfar, Vá aprender a surfar e vai sentir todos os preconceitos desmoronando.

      Poste um comentário
  2. Legal estas informações sobre o surf.
    Mas a explicação de ondas direita/esquerda, está errada.
    Onda esquerda,quebra pro lado esquerdo da praia,
    Onde direita,pro lado direito. Independente se o surfista está ou não de frente pra onda.

    Poste um comentário
    • Oi, Alex, beleza? Me parece que aí houve uma interpretação de texto equivocada do trecho: “Direita / esquerda: calma, não estamos falando de política, no surfe os termos são usados para indicar a direção em que a onda está quebrando, sob a perspectiva do surfista (de “costas” para o mar e de “frente” para a terra). A referência para determinar se uma onda é direita ou esquerda é a visão do surfista na onda. Se ele for para seu lado direito, logo é uma direita, e se ele for para seu lado esquerdo a onda é uma esquerda, independente se ele está surfando de frente (frontside) ou de costas (backside). Já quando se está na praia, na areia, e olha-se uma direita (na perspectiva do surfe) enxerga-se uma onda quebrando para o lado esquerdo. Valeu pela mensagem 🙂

      Poste um comentário
  3. Achei legal a matéria (sou mãe de surfista e até hoje me perco…), mas achei mais bacana ainda os comentários… Vale uma aprofundada no assunto.
    Mesmo assim, valeu!!!

    Poste um comentário
  4. Obrigado pela atenção ao Esporte Olímpico Surf!
    Os termos ficaram um pouco confuso para quem não surfa! Mesmo assim a intenção de informação é excelente, vale sim um novo texto com outros termos!!!

    Poste um comentário
    • Valeu, Emerson 🙂 já estamos preparando mais um post sobre o incrível vocabulário do surfe e dessa vez p mais claro possível, hehehe

      Poste um comentário
  5. Achei sensacional, sou namorado de uma bodyboarder e esses termos demorei anos pra aprender esses termos

    Poste um comentário
    • Obrigada, Lucas! Já estou preparando outra postagem com mais gírias e termos desse universo tão particular 🙂

      Poste um comentário

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicionário do surfe: conheça os principais termos - Hora News - […] post Dicionário do surfe: conheça os principais termos apareceu primeiro em Origem […]
  2. Dicionário do surfe: conheça os principais termos | Notícias Legais - […] foi divulgado na página Folha a informação “Dicionário do surfe: conheça os principais […]
  3. Dicionário do surfe: conheça os principais termos – IEB Org - […] Surf</a>.</p> … Leia post completo no blog Leia mais (01/30/2019 – […]
  4. Dicionário do surfe: conheça os principais termos - Portal Nova Contagem - […] <p>"Você viu aquela série cabulosa? O swell encaixou direitinho, juntou com a formação da bancada rasa e deu nisso,…
  5. Dicionário do surfe: conheça os principais termos - Portal do Campo Grande - […] Surf</a>.</p> … Leia post completo no blog Leia mais (01/30/2019 – 19h21) Source: […]
  6. A força dos mortos | Origem Surf - […] Ultimamente tenho surfado bastante sozinha. Não por opção, mas por necessidade. Nossos horários, meus e de Filipe, não coincidem…
  7. Morrer dentro do tubo ou pegar um chapéu? | Origem Surf - […] No dicionário do surfe, chapéu significa um quase-tubo. Momento em é possível ver a crista da onda cobrir a…
  8. Morrer dentro do tubo ou pegar um chapéu? | Noticias - Esportes | - […] No dicionário do surfe, chapéu significa um quase-tubo. Momento em é possível ver a crista da onda cobrir a…
  9. Morrer dentro do tubo ou pegar um chapéu? – Origem Surf - […] No dicionário do surfe, chapéu significa um quase-tubo. Momento em é possível ver a crista da onda cobrir a…

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *