Namoro de surfista

Dizem que paixão de surfista é prancha nova, surftrip top, viagem de barco com os ‘brothers’ e equipamento em dia.

Brincadeiras à parte, não duvido que haja surfista que ame mais sua prancha mágica à companheira. Se for solteiro então, não há dúvida, o romance é com o Oceano.

Somos tão viciados e fissurados em surfe que, às vezes, não há outra forma senão nos relacionarmos com outro ser surfista.

Quando passei a pegar onda com mais frequência, deixei de me afeiçoar por quem preferisse outro esporte ao surfe. Alguém que frequentasse, ao invés da praia, qualquer outro lugar aos finais de semana. Estádio de futebol, campo, balada, etc.

Não me culpo. É a lei do mínimo esforço, pra quê complicar quando dá para facilitar? Unir útil ao agradável?

Dessa forma, minhas “escolhas” começaram a ter uma motivação ou melhor, uma condição. O que pode ser ruim, analisando agora, já que devo ter eliminado boas possibilidades.

A verdade é que quando a gente conhece e se apaixona por alguém, que está na “mesma sintonia” é mágico e o que realmente importa. Mas, não tem como negar que se os dois surfam, o que é bom fica melhor.

E nessa relação existe a chance de sugerir, sem o menor constrangimento, que todas as férias sejam para algum canto do planeta onde haja boas ondas.

Também não há culpa ou remorso sobre aquele dia em que perderam um compromisso importante de família. Afinal de contas, o mar estava clássico e vocês sabem muito bem o que isso significa.

Mas, não se engane. Nem tudo são flores no mundo de um “casal do surfe”. Assim como em qualquer casamento, também há dificuldade nesta união. Desavenças por onda, rabiadas e disputa de remada podem assombrar até os relacionamentos mais ensolarados…

5 ‘casais do surfe’

Sandrinha e Jacob

Se você é de Ubatuba ou frequentou o Guarujá a umas décadas atrás, deve conhecer ou se lembrar dessa dupla. A loira já foi repórter de programa de surfe e seu muso já filmou muita onda por aí. Costumo dizer que Jacobino (apelido carinhoso) e Sandrinha formam o casal raiz, surfista de alma, cabeça, pé, corpo, espírito e o que mais for possível. Faça chuva, faça sol, esses dois estão sempre em busca de ondas.

Wesley Leite e Gabriela Sztamfater

Casal casca grossa esse. Dispensa apresentação, mas vamos às formalidades. Estamos falando de Wesley Leite, surfista profissional que anda rodando o mundo em apresentações do QS  (divisão de acesso à elite do surfe mundial) e a musa, do time dos remos e pranchões, Gabriela Sztamfater, que desfila sobre as águas. Sim, Gabi não surfa meus amigos, ela desfila. Juntos eles começaram um perfil no Insta, o SurfA2, siga e acompanhe esse casal puro surfe e amor.

Nicole Pacelli e Lapo Coutinho

No tempo em que éramos um bloguinho singelo do WordPress “demos” esse casal magia. E nada mais justo que citar novamente esse romance salgado. O Love segue firme e ganhou série no OFF.

Caio Vaz e Isabella Santoni

Casal de cinema, de novela das oito literalmente. Caio Vaz tem muita experiência e história para contar. Uma delas virou filme, que aliás está na programação do 1° Festival Internacional de Cinema de Surfe que rola em Ubatuba a partir de amanhã (13). “Dando a Volta por Cima” conta a história de um fatídico acidente e o retorno do surfista ao mar. Já Isabella está iniciando no mundo salgado, mas parece dar bons sinais de que o amor pelo surfe é caso sério.

Tainá Hinkel e Mateus Sena

Aqui o talento parou e ficou, meus caros e minhas caras! A supertalentosa Tainá Hinkel está namorando Mateus Sena, promessa certa da nova (ou já nem tão nova assim) geração. E casal de surfista profissional que se ama é assim, levanta o troféu junto e comemora vitórias e amores! Toda sorte ao jovem casal!

Você forma um casal do surfe? Escreve pra gente e conta sua história de amor entre parceirxs, mares e amores…

Beijos, boas ondas e Feliz dia dos apaixonadxs <3

por Janaína

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

2 Comentários

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *