3X4: Marcos Corrêa!

Marcos por Joe Foster

Prestes a completar 20 anos de idade, o surfista profissional Marcos Corrêa acaba de voltar de uma curta temporada na Califórnia. Lá, Marcos surfou muito, fez novas amizades com os locais e frequentou uma das maiores fábricas de prancha do mundo, a Surf Prescripitions que além de fabricar foguetes dos sonhos patrocina o atleta de São Vicente.

Em 2014, Mineiro ajudou muito Marcos, na época ele não tinha patrocínio e foi por meio de um bazar com roupas doadas pelo campeão mundial, que conseguiu juntar uma grana e competir etapas importantes do QS. Seu plano agora é se recuperar de uma pequena lesão sofrida no joelho direito com muita fisioterapia, e assim que estiver liberado voltar a decolar alto com seus aéreos full rotations, sua manobra preferida!

Confira o papo que tivemos com Marcos, além de um filme irado do surfista quebrando tudo no México.

3X4 Marcos Corrêa

Data de Nascimento: 21/07/1996

Manobra preferida: Aéreo full rotation

Como faz pra se concentrar antes de uma bateria? Eu fico vendo o mar, observo onde vou cair na bateria e ouço um som.

Qual seu som preferido? Curto muito a banda “Livres para Adorar”

Quando deu suas primeiras remadas? Aos 10 anos.

Quais atletas você se inspira? Adriano de Sousa, Gabriel Medina e Kelly Slater.

Qual seu pico favorito? Lower Trestles.

Quais são os objetivos para 2016? Correr etapas do QS de 1000 e 3000 mil pontos e computar para os eventos primes.

Quais são seus apoios ou patrocínios atualmente? WG, Wave Giant, e pranchas Surf Prescriptions. Também conto com o apoio da loja Surf Trunk, SPY e ELITE SURFING.

O que diria pra um surfista que está batalhando por apoio no Brasil? Eu diria pra ter fé e treinar muito, e fazer bons resultados que uma hora ou outra ele vai conseguir um patrocinador.

Quais são seus principais títulos? Em 2015, terminei entre os 16 do SUPER SURF, fiquei em 3o no Ranking do Paulista Pro, sou bicampeão Paulista na categoria Junior 2012 e 2013. E bicampeão do circuito A Tribuna de surf nas categorias mirim e júnior em 2012 e 2013

E os próximos projetos? Treinar forte e conseguir bons resultados.