Rancho do Surf entra para o CT em 2018!

Gabriel Medina e Carrisa Moore, os campeões do evento teste que rolou em setembro deste ano. Foto WSL.

Onda artificial fará parte do calendário do CT em 2018.

Senhoras e senhores vamos à tradução de documento de tamanha importância:

“Baseado em resultados do evento teste e no feedback dos surfistas que treinaram no Rancho ao longo da temporada”. O evento tem potencial para ser muito especial para ambos, surfistas e fãs”, afirma Sophie Goldschimidt, CEO da WSL.

“Estamos traçando estratégias pra que a tecnologia seja aplicada e assim tonar-se uma completa mudança para o esporte”, diz Sophie.

“É incrível que a WSL e o time da KSWC desenvolveram o Rancho do Surf ao longo do ano passado.  E que agora, o lugar possui uma onda de primeira classe.” Diz Kieren Perrow, comissário da WSL.

“Esta tecnologia, e a habilidade de entregar uma onda de alta qualidade em qualquer parte do mundo, abre tantas possibilidades de como nós podemos complementar e evoluir a experiência de competição”, conclui Perrow.

Desde sua chegada, em dezembro de 2015, o WSL Surf Ranch Facility em Lemoore, Califórnia, vem trabalhando no constante refinamento e evolução da tecnologia.

Filipe Toledo.

O evento teste este ano em setembro mostrou resultados muito positivos em termos de competição. Além do esmagador feedback positivo dos atletas, que treinaram ao longo da temporada.

Isso encorajou a WSL a realizar um evento no Rancho em 2018.

“A experiência de competir no Rancho do Surf é muito extraordinária. Fica até difícil de acreditar no que esta equipe criou, primeiramente.”, diz Adrian Buchan, atleta do CT.

“Uma onda perfeita bidirecional de 400 jardas de comprimento (365,76 metros), no meio da zona rural da Califórnia”, continua Adrian.

“Os surfistas e a WSL têm uma longa jornada de discussões sobre o novo cenário e novas oportunidades que o evento no Rancho pode oferecer para o esporte”, Sage Erickson, surfista do CT.

“Nós agora temos a oportunidade de agendar os eventos com antecedência, garantir ondas de qualidade, oportunidades justas para todos os surfistas e um ambiente totalmente único e exclusivo para os espectadores”, lembra Erickson.

“O evento teste mostrou que os sufistas têm que mostrar todo o seu arsenal de manobras, frontside, backside, tubos, cutbacks, aéreos e timing para causar impacto. Vai ser incrível”, completa Sage.

O calendário completo da WSL 2018 está programado para ser divulgado na próxima semana!

Então é isso people! Aguardemos!!

Fonte WSL

Crédito das Imagens WSL